Desfiles
Iury Costa / Iury Costa 
Iury Costa

Iury Costa propõe reflexões sobre a velocidade em nova coleção para o Dragão Fashion Brasil 2010

Um ano após sua estréia no line-up oficial do Dragão Fashion Brasil, o jovem estilista Iury Costa propõe um novo olhar para fenômenos contemporâneos como a obsessão pela velocidade e a paranóia da segurança nas grandes metrópoles.
Mas nada de ícones óbvios ou de soluções fáceis. Sob a visão do estilista cearense, a coleção para o DFB 2010, chamada "Velodrome" tem caráter atemporal e mixa elementos de inverno (estruturados, pesados e cheios de texturas) com informações de verão (silhueta ampla, desconstrução, fluidez).
O próprio conceito de "Velodrome" serve como guia para a tradução da coleção: "velódromos" são pistas artificiais feitas para disputas de velocidade em bicicletas. "Velodrome" seria então, uma espécie de síndrome de velocidade. Momento para a crítica feita pela moda de Iury Costa: teria a velocidade um caráter autodestrutivo? Produzir, consumir, reproduzir, num ritmo incessante e sempre mais veloz?
Iury já se tornou conhecido por sua pegada minimalista e por inspirar-se em temas cerebrais, como a literatura de Clarice Lispector e valores subjetivos, como a solidão. Nesta coleção, o estilista exercita-se como contador de histórias. "Velodrome" foi concebida como uma narrativa em quatro sentimentos distintos:
- Síndrome - roupas estruturadas, inspiradas nos uniformes dos mineradores, se houvessem minas em outros planetas e outros futuros. Detalhes em neon iluminam a rigidez desta família da coleção.
- Jornada - após a mineração, as roupas empreendem uma longa viagem e vestem tuaregues futuristas, pacificadores. Sobre os tecidos, com formas pensadas para o conforto do corpo, Iury desenvolveu estampas digitais a partir de fotos da superfície lunar e de imagens aéreas de mineração de urânio.
- Ciência - a chegada final após a jornada é um imenso laboratório, onde as roupas passam por uma metamorfose: deixam a aridez das paisagens inóspitas e mergulham na assepsia dos ambientes artificiais. Aqui, Iury experimenta texturas aplicadas sobre tecidos nobres e sintéticos, a partir de recortes a laser.
- Luz - o produto final de nossa história: roupas que transcendem o próprio vestir. Fluidas, etéreas, agora as roupas representam, elas próprias, a libertação do peso e da rigidez para flutuar em conceitos de gravidade zero, desconstrução de formas e pulsações da luz.


Iury Costa é formando em Estilismo e Moda pela Faculdade Católica  do Ceará e possui loja própria, em Fortaleza, desde 2009.

Informações:
Fones:
85 - 32741830
85 – 32681539 (loja)
Site: www.iurycosta.com
blog: www.linhadocostado.blogspot.com

iury@iurycosta.com
contato@iurycosta.com
iurycosta@hotmail.com




 

 
Santana Textil Senac Ipanema